Terremoto no Oceano Índico - Definição, Conceito e O que é

Em 26 de dezembro de 2004, um tsunami matou mais de 250.000 pessoas em países como Indonésia, Índia, Sri Lanka ou Tailândia. O terremoto que provocou o tsunami teve uma magnitude de 9,3 graus na escala Richter e as ondas atingiram trinta metros.

O epicentro do terremoto foi perto da costa de Sumatra, na Indonésia. Nas águas profundas, as ondas do tsunami atingiram uma velocidade aproximada de 1000 quilômetros por hora.

A tragédia teve efeitos devastadores: milhares de perdas de material desaparecidas e deslocadas e incalculáveis

Meses após o desastre, milhares de pessoas viviam em campos temporários.

Paradoxalmente, a catástrofe teve uma consequência positiva: membros das guerrilhas e do exército do Sri Lanka declararam um cessar-fogo para que a população pudesse se recuperar dos efeitos do tsunami..

O país mais afetado foi a Indonésia, onde 126.000 pessoas morreram. O Sri Lanka foi o segundo país mais afetado pelo tsunami. Mais de 5.000 pessoas morreram na costa oeste da Tailândia, grande parte delas turistas de mais de trinta nacionalidades diferentes.

Na costa da Índia, 9.000 pessoas morreram. Os efeitos das ondas gigantes atingiram a costa do Brasil e, na África do Sul, a 8000 quilômetros de distância do epicentro, oito pessoas morreram pelos efeitos das ondas..

Ajuda internacional

Após o tsunami, começou uma campanha internacional para ajudar os países afetados. As Nações Unidas organizaram a maior operação de ajuda da história. Cooperadores e ONGs de todo o mundo prestaram sua ajuda e todos os tipos de bens essenciais, como colchões, redes mosquiteiras, tabletes de purificação de água, tendas ou cobertores.

Estima-se que a ajuda econômica da comunidade internacional tenha atingido 9 bilhões de dólares. Bill Gates e o piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher fizeram importantes doações.

O número de organizações humanitárias foi tão alto que houve uma certa paralisia no trabalho de coordenação.

Impacto ambiental e algumas medidas de prevenção

O terremoto no Oceano Índico teve conseqüências muito prejudiciais ao meio ambiente. Milhares de poços de água doce foram arrasados, manguezais e grandes áreas arborizadas desapareceram e muitas áreas agrícolas sofreram os efeitos de pragas.

Atualmente, o conhecimento sobre sismologia não nos permite saber com antecedência quando e onde um terremoto ocorrerá. No entanto, é possível adotar medidas preventivas e, nesse sentido, foram instaladas bóias de detecção precoce no Oceano Índico..

Foto: Fotolia - Yarr65