Verbos Impessoais - Definição, Conceito e O que é

Como o mesmo nome indica, verbos impessoais são aqueles que não têm pessoa, ou seja, eles não incorporam um pronome pessoal e, portanto, não têm um sujeito. Os verbos impessoais, também chamados de defeituosos, são os verbos chamados meteorológicos (por exemplo, formas verbais como chove ou está nevando), o verbo tendo sua forma de terceira pessoa do singular (haverá, existia ou existe) e também quando é usado ele é impessoal (é dito ou falado).

Exemplos ilustrativos de frases com verbos impessoais

Se afirmo "na floresta chove muito", podemos ver que temos informações sobre o local onde a ação ocorre (floresta tropical) e sobre a quantidade de chuva (muita), mas nenhum assunto aparece, pois ninguém realiza ação Nesse caso, estaríamos falando de uma frase com o verbo impessoal chovendo.

Ao dizer "há muitas camisetas no armário", pode-se ver que há um complemento direto (muitas camisetas), mas também não há um assunto, pois estamos usando o verbo ter, que é impessoal. Nesse sentido, deve-se lembrar que não seria correto dizer que "havia muitas camisas no armário", pois sempre deve haver no singular, independentemente de o complemento direto estar no singular ou no plural.

Na frase "amanhece muito cedo", encontramos uma oração impessoal porque o verbo amanhecer se refere a um fenômeno da natureza e, consequentemente, não há motivo para acompanhá-lo.

Comunicação impessoal versus comunicação pessoal

Quando nos comunicamos, podemos conversar de maneira impessoal. Assim, se eu disser "não fazia sentido" ou "que faz as coisas parecerem negativas", estamos nos comunicando impessoalmente e, dessa maneira, o falante não está emocionalmente envolvido na mensagem. Se queremos transmitir nossa própria conexão com nossas idéias, seremos confrontados com uma circunstância de comunicação pessoal. Nesse sentido, é muito diferente dizer "eu acho que você está errado" ou dizer "você é considerado errado".

A classificação das sentenças de acordo com o tipo de sujeito

Dependendo do tipo de assunto, existem as orações impessoais mencionadas e, por outro lado, orações pessoais. Entende-se por oração pessoal o que tem um assunto, que pode ser um assunto explícito na frase (estou com fome ou Juan bebe leite) ou um assunto implícito (também chamado de assunto elíptico) como seria o caso das seguintes frases: Trarei mais tarde ou iremos ao cinema (na primeira frase o sujeito implícito sou eu e na segunda frase somos nós).

Deve-se notar que, em alguns casos, conhecemos o assunto da frase pelo seu contexto, como na frase composta "Ela vai buscá-lo amanhã, era vermelho, certo?" A forma verbal refere-se à mala, que atua como um sujeito implícito.

Em algumas frases, o sujeito não é um nome ou pronome, mas é usado um assunto coletivo (por exemplo, na frase "uma multidão foi à festa", uma multidão tem a função de sujeito).

Fotos: iStock - LaraBelova / Tempura