Ventresca de Pez - Definição, Conceito e O que é

Na parte inferior da cabeça do peixe está a ventresca, assim chamada porque se conecta à barriga. Essa parte do seu corpo recebe outras denominações, dependendo da cultura de cada território, como barriga, ijada, ventral ou mentresca. De qualquer forma, é uma área altamente valorizada do ponto de vista culinário, especialmente entre os japoneses..

Características gerais da barriga do peixe e suas propriedades nutricionais

Na maioria das espécies, a carne ventresca contém uma proporção abundante de gordura. Por esse motivo, proporciona um sabor muito mais intenso que o restante do peixe. Sua textura é gelatinosa, fina e suave.

Quanto à sua estrutura, ela é laminada, o que a torna altamente valorizada para conservar, preparar lanches e assar com todos os tipos de receitas.

Do ponto de vista da nutrição, ele contém altos níveis de fósforo, vitamina do grupo B e vitamina D, além de ácidos graxos. Todas essas propriedades o tornam um alimento muito popular para combater doenças coronárias e manter uma dieta saudável.

A barriga de atum

O atum é um dos peixes mais apreciados. Por um lado, possui uma série de propriedades nutricionais: é uma fonte de proteína, contém uma grande quantidade de vitaminas e um baixo nível de gordura saturada. Por outro lado, pode ser consumido de várias maneiras: fresco, grelhado, assado ou enlatado.

Para alguns, inclui a parte mais saborosa e, por esse motivo, é conhecido como caviar de atum.

Na gastronomia japonesa

Os japoneses são grandes fãs do consumo de peixe e o atum é um dos mais reconhecidos por fazer sushi. Antigamente eles não consumiam o ventresca porque acreditavam que seu alto teor de gordura não o recomendava e, por esse motivo, o ventresca era desperdiçado ou usado para alimentar os gatos. Com o tempo, essa parte do atum se tornou um pedaço de grande valor gastronômico.

De fato, na culinária japonesa, Ventresca é dividida em três partes: harakami, harakana e harashimo (cada um tem uma qualidade diferente). Diferentes partes do atum são usadas para preparar o sushi: a cabeça ou o se-kami, o lombo de atum ou o se-naka e as três partes já indicadas.

Deve-se mencionar que a escassez de atum faz com que os preços desse peixe atinjam quantidades exorbitantes e, em particular, o que é descrito neste artigo inclui a parte mais cara.

Foto: Fotolia - epilipili