Tríptico

O que é Triptych:

O tríptico é um folheto informativo cuja folha é dividida em três partes, dos quais seus lados se dobram sobre o centro. Por extensão, o tríptico também abrange obras cinematográficas divididas em três seções.

A expressão tríptico tem origem grega τρίπτυχο, é formado com as vozes, τρι- (tri-), o que tri- e πτύξ, πτυχος (ptýx, ptychos), que traduziria fold, ou seja: significa "dobrado três vezes".

A palavra nasceu durante o produto da Idade Média da existência de uma antiga tabuleta romana com três painéis.

O tríptico pode ser feito em diferentes materiais, geralmente em folhas através dos programas oferecidos pelo Microsoft Office, como: Word, Publisher, Power Point, entre outros.

Nos mesmos programas, o cineasta pode criar trípticos para diferentes finalidades e vários projetos, pois o mais importante é que eles são originais e impressionantes para despertar no público a curiosidade de ler as informações nele apresentadas..

Em referência ao acima, existem folhetos digitais, como o próprio nome diz, são documentos digitais e sua visualização é feita de forma interativa, manipulando as folhas com o ponteiro do rato ou mouse.

Por fim, contém mais de três folhas por políptico.

Para mais informações, consulte Brochura.

Tríptico na publicidade

Os folhetos são brochuras informativas que, de maneira resumida, com informações claras e precisas, servem para comunicar eventos, investigações escolares, datas cívicas e tudo o que o indivíduo deseja publicar.

Tríptico na arte

O tríptico pode ser uma obra de arte dividida em três seções unidas por uma dobradiça. O tríptico era muito comum na pintura flamenga nos séculos XV e XVI, especialmente com motivos de arte sacra, como a obra Descida da cruz do pintor flamengo Roger van der Weyden.

Com relação a essas obras, observa-se uma grande deterioração ou desaparecimento de alguns de seus painéis.

Partes de um tríptico

O tríptico é formado por uma capa, por dentro e por trás. O conteúdo de cada uma das partes identificadas depende de sua finalidade, da imaginação e criatividade do indivíduo que a projeta e é recomendável que as informações exibidas no interior sejam curtas, claras e precisas e, se possível, acompanhadas de imagens.

Por exemplo: no caso de anunciar um evento, a capa conteria a descrição do evento e a instituição que o realiza; no interior, serão mencionados os convidados que participarão e as atividades que serão realizadas; e na contracapa os dados seriam apresentados para solicitar informações ou registro do evento.

O tríptico pode conter uma orientação vertical ou horizontal e seu tamanho é geralmente uma folha de tamanho carta, embora dependa do design.

Tríptico e díptico

O folheto composto por duas partes é conhecido como díptico. O termo díptico é de origem grega, é formado com as vozes δύο o que significa dois e πτυχή isso traduziria placa.

Por seu lado, para a arte, é definido como o caixa ou placa formada por dois painéis que podem ser dobrados como capas de livros. Os painéis podem ser feitos de marfim, madeira ou metal, decorados com diferentes técnicas. Em relação ao exposto, os romanos usavam dípticos como cadernos ou itens de luxo.

As partes de um díptico são iguais às de um tríptico: capa, contracapa e contracapa, e o conteúdo depende do produtor e de sua finalidade.

Dípticos ou folhetos são muito úteis para apresentar empresas, serviços, produtos, eventos, bem como qualquer outra informação de grande importância para o cliente ou espectadores..

A distribuição de dípticos e trípticos é feita através de e-mails, entregas em domicílio, caixas de correio, balcões de vendas, entregas pessoais ao público, entre outros.