Significado do Teatro Isabelino

O que é o Teatro Isabelino:

É conhecido como teatro elizabetano pela produção dramatúrgica que ocorreu na Inglaterra desde a ascensão ao trono de Isabel I em 1558 até a morte de seu sucessor, James I, em 1625. Alguns autores estendem o período a o ano de 1642, durante o reinado de Carlos I, quando os puritanos tinham teatros fechados na Inglaterra.

O teatro elizabetano foi influenciado pelo cisma anglicano de 1534, que foi o impulso do teatro secular em detrimento do teatro religioso. Também influenciou a entrada em vigor de uma lei que punia os comediantes de rua. Esta lei impunha aos atores a assinatura de uma instituição formal ou casa nobre como condição para exercer o comércio.

Como conseqüência desta lei, foi desenvolvido o patrocínio das artes cênicas e incentivada a formação de companhias de teatro como Os Homens do Almirante, Os Homens do Rei, Homens da Rainha Ana, Homens do Lorde Chamberlain, Homens do Worcester, Homens do Worcester, Servos do Lorde Almirante e O Conde. Homens de Leicester, entre outros. A formação de empresas favoreceu a construção de seus respectivos teatros. Foi assim que The Theatres, The Theatre e The Globe apareceram.

Fundo do teatro elisabetano

  • Concurso, Século 14: é uma tradição medieval de carros alegóricos móveis que encenou relatos bíblicos para a educação popular da fé
  • A moral joga, Século XV: obras moralizadoras que substituem o naturalismo do teatro anterior pelo uso de alegorias sobre virtudes e pecado. Por exemplo: O orgulho da vida e o castelo da perseverança.
  • Interlúdios, Início do século XVI: obras para pequenos espaços e um público selecionado, produzido por empresas de viagem e focado em questões seculares.

Características do teatro elizabetano

  • Teatro popular da corte, destinado a um público heterogêneo;
  • Ruptura das unidades aristotélicas de tempo, lugar e ação;
  • Interferência de diferentes gêneros teatrais em uma única peça;
  • Prosa alternativa com verso;
  • Misture personagens nobres com plebeus;
  • Todos os papéis foram desempenhados por homens;
  • Ausência de conjuntos;
  • Importância dos gestos e projeção vocal.

Veja também:

  • Peça de teatro.
  • Características de uma peça.

Principais autores do teatro elizabetano

Christopher Marlowe

Christopher Marlowe (Canterbury, 1564-1593) foi um dramaturgo, poeta e tradutor. Ele incorporou o verso branco no teatro. Suas obras mais famosas foram Tamerlano, o Grande, Doutor Fausto, O judeu de Malta e Edward II.

William Shakespeare

William Shakespeare (Stratford-on-Avon, 1564-1616) foi a figura principal do teatro elisabetano. Ele é responsável por dar profundidade ao teatro, expressando a complexidade do drama humano sem moralizações, quebrando totalmente o caráter do teatro medieval. Ele escreveu comédia e tragédia. Seus títulos são famosos Hamlet, Othello, King Lear, Romeo e Julieta, Sonho de uma Noite de Verão, Muito Barulho Por Nada e O comerciante de Veneza.

Ben jonson

Ben Jonson (Westminster 1572-1637) foi particularmente conhecido por suas comédias. Ele trabalhou com base nos elementos satíricos e realistas. Entre algumas de suas obras, podemos destacar: O Alquimista, Volpone, A feira de San Bartolomé e A mulher silenciosa.