Significado de simile

O que é o Simile:

O símile, também chamado de comparação, é um figura retórica que consiste em estabelecer uma relação de similaridade ou comparação entre duas imagens, idéias, sentimentos, coisas, etc.. A palavra, como tal, vem do latim simĭlis.

Uma característica fundamental do símile como figura literária (e que o diferencia da metáfora) é que o símile é introduzido por um elemento relacional, isto é, uma palavra que estabelece uma relação explícita entre dois elementos, como, por exemplo, qual, que se assemelha, semelhante a, semelhante a, semelhante a etc..

Dessa forma, o símile permite que diferentes elementos sejam conectados de maneira simples e eficaz para oferecer uma nova maneira de ver ou entender uma coisa em particular, uma vez que opera transferindo as características ou características, simbólicas ou evidentes, de uma coisa para outra..

Por exemplo:

  • "Eu olhei como o puro amanhecer; / ele estava sorrindo como uma flor". Rubén Darío.
  • “Oh, solidão de som! Meu coração sereno / abre, como um tesouro, ao sopro da sua brisa ”. Juan Ramón Jiménez.

A literatura e, sobretudo, a poesia, usam constantemente símiles para relacionar idéias, objetos, emoções etc., a fim de proporcionar à imagem maior vivacidade e força. No entanto, seu uso não se limita ao campo literário, pois na linguagem popular as pessoas constantemente usam símiles espontaneamente:

Por exemplo:

  • Eu estava tão cansado que quando ela se deitou, caiu como poço de pedra.
  • Me sinto forte como um carvalho.
  • Este é um país jovem. como a manhã.
  • Seu pai sempre foi teimoso como uma mula.
  • Eu conheci uma garota loira como o sol.

Veja também figuras literárias.

Simile e metáfora

Tanto o símile quanto a metáfora expressam relações de proximidade ou semelhança entre elementos, imagens, idéias, sentimentos ou coisas. No entanto, eles diferem por várias coisas. Por um lado, o símile estabelece conexões mais perceptíveis ou evidentes entre os elementos ou imagens que compara, enquanto na metáfora esse relacionamento é mais sutil.

Por outro lado, o símile possui elementos relacionais explícitos (como, qual, o que etc.) que a metáfora não possui. Por exemplo: a metáfora diz: "Suspiros escapam da sua boca de morango". Enquanto o símile postulava: "Suspiros escapam da sua boca vermelha como morango". Exemplo retirado de "Sonatina" por Rubén Darío.

Veja também Metáfora.