Significado de Ósculo

O que é o Ósculo:

Oracle É um cultismo que significa beijo dado com respeito ou carinho por meio de saudação. Esta palavra vem do latim oscŭlum. Formado por você ("boca") e -culum (sufixo diminuto). Às vezes, está relacionado ao termo 'amplexo' (forma poética que significa 'abraço'). Em Zoologia, essa palavra é usada para se referir ao maior orifício das esponjas, através do qual é expelido em água filtrada. Também é conhecido como "canal poroso ou expiratório". A palavra "beijo" seria sinônimo, embora existam termos que possam ser semelhantes a "carícia com os lábios".

Oráculo Sagrado

O beijo sagrado é um termo que identifica um tipo de beijo afetuoso, mas não está relacionado à sexualidade. É uma forma de saudação entre os primeiros cristãos, como aparece, por exemplo, abaixo: "Se cumprimentem com um beijo sagrado. (1 Coríntios 16:20). O Oráculo, no entanto, não é exclusivo do cristianismo. Beijar é um costume estendido no Oriente Médio como forma de saudação. Às vezes, parece refletido como um beijo na bochecha, testa, barba, mãos, pés, mas não nos lábios.

Simbolismo Oracle

No caso de um simples gesto e caráter inato, o beijo ou beijo tem sido utilizado ao longo da história, além de seu valor sexual, seu valor simbólico. Geralmente está associado a afeto e afeto, embora, quando administrado sem essa intenção, considere que uma pessoa está sendo falsa e hipócrita. Nesse caso, é geralmente chamado de 'beijo de Judas' (em algumas traduções da Bíblia como 'beijo de Judas'). É usado principalmente como uma forma de saudação e despedida e para mostrar afeto. Dependendo do contexto sociocultural, do local e da forma como é dado, o óculo também pode simbolizar, entre outros, respeito, lealdade, admiração, paz, galanteria, cura ou boa sorte.

Óculo infame

Oracle infame, chamado em latim óculo infame, É uma prática ritual atribuída às bruxas, especialmente durante a Idade Média. Nela, supostamente, as bruxas beijavam o diabo no ânus, que seria identificado como "a outra boca". O diabo foi apresentado em forma de animal, por exemplo, um bode. Era um ritual de iniciação anterior à celebração de um convênio e era considerado uma forma de penitência.