Recessão

O que é recessão:

Uma recessão refere-se à diminuição ou queda significativa da atividade econômica em geral que ocorre na economia como um todo durante um certo período de tempo. A palavra, como tal, vem do latim recesso, recessiōnis.

As recessões são medidas pela redução da taxa anual do produto interno bruto (PIB) por um período específico.

Considera-se que estamos enfrentando uma recessão quando uma economia sofre uma queda em seu crescimento por pelo menos dois trimestres consecutivos.

No entanto, se uma recessão continuar por muito tempo, ela se tornará uma depressão, especialmente quando há uma queda de 10% no PIB em um ano ou quando dura mais de três anos.

Veja também Depressão econômica.

Uma recessão começa quando a economia atinge seu crescimento máximo e termina quando atinge seu ponto mínimo de declínio. A recessão, portanto, corresponde à fase descendente do ciclo econômico.

Os indicadores nos quais as recessões se refletem significativamente são, sobretudo, produção, emprego e renda real, entre outros.

As recessões podem ocorrer abruptamente ou gradualmente. Quando o faz abruptamente, também é chamado de crise econômica.

Veja também Crise econômica.

Causas de uma recessão

As recessões ocorrem devido à confluência de um conjunto de fatores de atividade econômica. Entre eles podemos contar:

  • Superprodução: quando bens ou serviços são produzidos acima do poder de compra do público.
  • Diminuição do consumo: demanda cai devido ao medo do cenário futuro da recessão; as pessoas consomem o que é necessário.
  • Falta de investimentos e nova formação de capital: muitos investidores se afastam para proteger seu dinheiro.
  • Corrupção política e econômica: situações irregulares na gestão de interesses e recursos econômicos podem precipitar uma recessão.

Consequências de uma recessão

As conseqüências da recessão econômica operam como um ciclo. Devido à situação, os consumidores, por exemplo, gastam apenas o necessário, o que implica que o consumo da sociedade em geral diminui.

Por sua vez, muitas empresas ficam com um inventário que ninguém compra, situação que pode levar ao colapso do setor de negócios, o que resulta na demissão de trabalhadores e, às vezes, no fechamento de algumas empresas.

Tanto as demissões quanto os fechamentos apenas agravam a crise. Muitos não poderão pagar seus créditos e muito poucos desejarão obter novos créditos, o que também complica a situação do setor financeiro.

Da mesma forma, a recessão pode aparecer acompanhada de deflação porque a demanda por bens e serviços diminui. Isso leva a uma situação de excesso de oferta, já que as pessoas não querem comprar, e isso força os preços a cair.

Veja também Deflação.