Significado do Realismo Mágico

O que é Realismo Mágico:

O realismo mágico é um corrente artística que usa objetos e situações familiares de maneiras incomuns ou mágicas para capturar outro tipo de realidade.

O termo realismo mágico foi cunhado pelo alemão Franz Roh (1890-1965) em seu artigo "Realismo mágico: pós-expressionismo. Problemas da pintura mais recente ”. Nesse contexto, Franz se refere ao realismo mágico no campo da pintura pós-moderna, onde o realismo se mistura com efeitos visuais.

O realismo mágico na literatura foi mencionado por Ángel Flores para definir o surgimento de um novo estilo que está se formando na América Latina em meados do século XX. No realismo mágico, a realidade é combinada com situações e objetos mágicos para mostrar o absurdo da realidade, o tempo como fenômeno cíclico e a valorização do milagroso.

O realismo mágico difere do realismo fantástico, sendo que este último mistura realidade com eventos fantásticos, como, por exemplo, o trabalho A Metamorfose, de Franz Kafka (1883-1924).

Por sua vez, difere do maravilhoso realismo que é sustentado nas raízes indígenas e africanas, incorporando aspectos mitológicos e espirituais da cultura colonial..

Representantes do realismo mágico

O realismo mágico se desenvolve fortemente na América Latina. Alguns dos autores, juntamente com seus trabalhos mais representativos de realismo mágico, são:

  • Colombiano Gabriel García Márquez (1927-2014) com Cem anos de Solidão
  • Argentino Julio Cortázar (1914-1984) com Amarelinha
  • Isabel Allende chilena (1942-) com A casa dos espíritos
  • Juan Rulfo (1917-1986) com Pedro Páramo
  • O argentino Jorge Luis Borges (1899-1986) com O Aleph

Características do realismo mágico

O realismo mágico é caracterizado por fundir a realidade narrativa de objetos e situações cotidianos e familiares com aspectos incomuns que mostram propriedades mágicas.

Por sua vez, o realismo mágico concebe o tempo ciclicamente e sua prosa é clara e precisa. O histórico é depreciado ao mostrar o absurdo da realidade abraçando o fantástico da vida.

Está no auge da literatura latino-americana nas décadas de 60 e 70, combinando as superstições dos povos nativos com as ditaduras políticas que surgem nesse período..

Contexto histórico do realismo mágico

O realismo mágico surge como uma energia literária inovadora que reúne as tradições esquecidas do século XIX em uma cultura pós-colonial de resistência às atuais estruturas políticas e culturais.

Na segunda metade do século XIX, surgiram correntes artísticas conhecidas como realismo e naturalismo, caracterizadas por representar a realidade e o comportamento humano através de uma imagem real e objetiva. Essas correntes surgem como uma crítica ao romantismo predominante.

Veja também:

  • Realismo.
  • Naturalismo.
  • Romantismo.

Como uma contracorrente do realismo e do naturalismo, o modernismo surge no final do século XIX e no início do século XX, cuja posição exige o descarte do antigo para modernizar o pensamento, a arte e a literatura..

Veja também Modernismo.

Nesse contexto, o realismo mágico surge em meados do século XX como uma renovação de um estilo literário que mistura a realidade de objetos e situações cotidianas (realismo), geralmente no contexto latino-americano, juntamente com elementos e detalhes mágicos que caracterizam um certo tipo da realidade presente na era pós-colonial.