Pré-hispânico

O que é pré-hispânico:

Como pré-hispânico, é chamado tudo relacionado ao período anterior à chegada dos espanhóis à América e à dominação e colonização de grande parte do continente pelo homem europeu. Também é conhecido como período pré-colombiano em referência à chegada de Cristóvão Colombo.

Nesse sentido, todas as culturas, civilizações, organizações sociais, religiões, línguas, arquitetura, manifestações artísticas, entre muitas outras coisas, que existiam antes da chegada dos espanhóis ao continente americano são pré-hispânicas.

Algumas das culturas mais destacadas, conhecidas e estudadas do período pré-hispânico são a cultura maia e asteca, que se desenvolveu no território que hoje compreende parte do México e Guatemala e o Inca, que se espalhou por toda a região de Los Andes, na América do Sul.

Veja mais sobre os incas.

O fim do período pré-hispânico marca a chegada de Cristóvão Colombo aos territórios que compõem a América hoje, em 1492, porque com esse fato começa o processo de dominação dos povos aborígines americanos, que resultaria na destruição e extermínio de muitos povos e culturas, em um ato que hoje descreveríamos como genocídio.

México pré-hispânico

O que é conhecido como México pré-hispânico é um período histórico do território que hoje forma o Estado mexicano moderno e as cidades que o habitaram, que cobriram desde seu assentamento até a chegada dos espanhóis e o início formal de seu domínio político por da coroa espanhola, que começa em 1521, com a queda do Império Asteca nas mãos de Hernán Cortés.

Deve-se esclarecer, no entanto, que quando falamos sobre o México pré-hispânico, não estamos nos referindo a uma única realidade cultural, mas a um grupo de culturas e povos que, ao longo da história e de maneira sucessiva ou simultânea, habitavam o território que reuniu-se com o nome da Mesoamérica.

Veja também Mesoamérica.

Nesse sentido, o México, seu território, era habitado por povos com vários níveis de desenvolvimento e complexidade em sua organização social: desde os grupos do norte, principalmente nômades, caçadores e coletores, até civilizações mais complexas, como culturas Mesoamericanos maias e astecas, que conseguiram dominar a agricultura, inventam e são guiados pelo calendário, desenvolvem a escrita e criam monumentos arquitetônicos de grande relevância.

Veja também Cultura Maia e Astecas.