Significado de Plágio

O que é o plágio:

Plágio consiste em copiar os trabalhos de outras pessoas para fazê-las acontecer como próprias ou originais. Plágio também se refere à ação de sequestrar alguém.

O plágio ocorre quando uma obra criativa ou intelectual é executada e copiada ou imitada sem a autorização expressa do autor.

Um trabalho literário, musical, pictórico, intelectual (uma teoria, uma descoberta, um estudo), um algoritmo de computador etc. pode ser plagiado..

Plágio implica uma violação dos direitos de propriedade intelectual de uma obra, e é considerado crime do ponto de vista jurídico.

Podemos falar de plágio quando um livro contém idéias, enredos ou histórias muito semelhantes a outro; quando um filme tem semelhanças importantes com outro; quando uma invenção é muito semelhante a outra já patenteada, etc..

Note-se que o uso do mesmo argumento em diferentes obras, expresso de maneira original, não constitui plágio, uma vez que o direito autoral não cobre as idéias em si, mas apenas seu modo de expressão.

Hoje, a internet facilita muito o plágio entre as crianças em idade escolar, que aceitam empregos inteiros e os apresentam na escola, o que é um problema para o processo de aprendizagem..

A palavra plágio vem do latim tardio plágio, que significava "ação para roubar escravos, ou para comprar ou vender como escravos para libertar pessoas". A palavra, por sua vez, veio do grego πλάγιος (páginas), que significa 'oblíquo', 'trapacero', 'enganoso'.

Veja também Fraude.

Plágio em direito

Por lei, o plágio é chamado de violação de direitos autorais, que consiste em apresentar uma obra de terceiros como se fosse própria ou original, o que implica sanções legais..

Para proteger as obras contra o plágio, existe propriedade intelectual, que é um conjunto de marcos legais que protegem as obras criativas e intelectuais de serem reproduzidas, usadas ou aplicadas impunemente, sem a consulta e autorização expressa do autor..

Exemplos de plágio encontramos, por exemplo, em documentos escritos, quando a fonte original da qual um texto, idéia, frase, fotografia ou mesmo o trabalho completo não é explicitamente citado ou indicado..

Veja também Direito da Propriedade Intelectual.

Autoplágio

Fala-se em autoplágio naqueles casos em que é o próprio autor quem pega seu trabalho anterior e tenta fazê-lo acontecer como se fosse um trabalho novo, às vezes reproduzindo o trabalho anterior total ou parcialmente. Os autoplágios são comuns, sobretudo, no mundo das publicações científicas ou acadêmicas, na elaboração de artigos, monografias ou teses, etc..