Significado de Oficio

O que é o Oficio:

Ocupação é o trabalho habitual realizado por um indivíduo, principalmente se referindo à destreza manual ou esforço físico, como um meio de ganhar a vida. A ocupação também é usada para se referir a um serviço ou cargo ocupado.

Como exemplo ex officio, no sentido mais estrito, podemos citar os escritórios de carpinteiro, ferreiro, pedreiro, pintor, músico, artesão, etc. No entanto, hoje o termo comércio pode ser usado eventualmente para se referir ao trabalho usual de um sujeito, independentemente da qualificação. Por exemplo: "Luis é advogado por profissão".

A palavra "comércio" é de origem latina officium, termo que deriva simultaneamente de opifficium, formado pelas raízes obra, O que significa 'trabalho'?, faceta, o que significa 'do' e o sufixo significam io, o que significa "ação e efeito". Assim, um comércio é a ação e o efeito de fazer um trabalho.

Na Idade Média, esse termo era normalmente usado para se referir a trabalhos manuais e artesanais que eram considerados "negócios vis e mecânicos". Os ofícios eram destinados a vilões, isto é, a moradores, enquanto o trabalho não mecânico era reservado a nobres ou senhores feudais. O trabalho dos comércios, além disso, foi organizado em sindicatos que eram acessados ​​pela tradição.

Diz-se também que quando um indivíduo realiza recados efetivos em nome de outro, ele realiza um "bom ofício". Por exemplo: "Graças aos seus bons escritórios, obtivemos muitas cadeiras de rodas para o hospital".

Escritório como documento

Na burocracia, um comércio se refere a um comunicação formal que informa sobre diferentes tipos de ordens, disposições, solicitações, procedimentos e procedimentos no âmbito de uma determinada instituição, como entidades públicas, tribunais, escolas, universidades, empresas, escritórios, etc..

Uma negociação consiste em:

  • data;
  • lugar;
  • identificação da entidade emissora;
  • identificação da parte a quem o comércio é direcionado;
  • identificação de causa;
  • assinatura da pessoa responsável.

Diferença entre comércio e profissão

Um comércio é a atividade habitual que um indivíduo realiza, que é aprendida através da experiência, ou seja, é aprendida na mesma prática do comércio em questão. Por exemplo: o trabalho de sapateiro, carpinteiro, músico, pintor, entre outros.

Mesmo quando certos negócios, como as artes, podem envolver uma educação universitária, o exercício das artes como profissão, seja manual ou espiritual, não está condicionado ao estudo acadêmico formal. Nesta área, os estudos formais são vistos como uma oportunidade para o aprofundamento teórico do conhecimento já aplicado no exercício do comércio..

O profissão É a atividade habitual que um indivíduo realiza como resultado de uma preparação institucional e universitária por meio de processos de pesquisa, análise e reflexão teórica sobre fenômenos abstratos, sejam eles científicos ou humanísticos. Por exemplo, advogado, médico, contador e todas as outras profissões conhecidas.

Devido à natureza abstrata do conhecimento, academias com as únicas instituições autorizadas a indicar que uma pessoa sabe o que é necessário para trabalhar em uma área específica, para a qual são necessários conhecimentos teóricos e processos de análise complexos que ajudam na solução de problemas.

Veja também Professional.

Profissão jurídica

Na área judicial, agir ex officio refere-se a um procedimento ou diligência realizada pelo órgão público sem a solicitação da parte interessada.

Escritório de Religião

A expressão escritório divino refere-se aos serviços litúrgicos oficiais que os padres realizam e que são realizados ao longo do ano, ou seja, são habituais, bem como à liturgia das horas. Por exemplo: "O padre José presidirá o ofício da quinta-feira santa".

No mundo católico, o que é chamado de Sagrada Congregação da Inquisição Romana e Universal, cuja função era combater as heresias doutrinárias, é conhecido como Tribunal do Santo Ofício..

Hoje, após a reforma do Concílio Vaticano II nos anos sessenta, ambos os nomes foram revogados, entrando em vigor o nome da Congregação para a Doutrina da Fé. Isso implicou a transformação radical da corte em sua concepção e escopo..

"Não tem comércio ou benefício"

É uma frase coloquial que se refere a um indivíduo que não tem ocupação nem emprego e que, embora tenha uma posição social de determinado valor, não recebe nenhum benefício econômico por ele.