Significado de Quem semeia ventos colhe tempestades

Quem semeia ventos colhe tempestades:

"Quem semeia ventos, colhe tempestades" É um ditado que alerta que todas as nossas ações na vida geram consequências.

Nesse sentido, "semear ventos e colher tempestades" refere-se à ideia de resultados negativos que produzem ações mal direcionadas..

"Semear", como é usado neste ditado, se tornaria uma metáfora agrícola: o que semeamos não brota até muito mais tarde, e somente se o cultivamos com cuidado e cuidado.

"Colheita", enquanto isso, se refere ao que obtemos quando colhemos os frutos do que semeamos. A colheita é representativa do nosso trabalho de plantio: se a colheita é boa, é porque fizemos uma boa colheita.

Podemos semear com nossas ações. Boas ações semeiam amizade, amor e solidariedade. As más ações, por outro lado, apenas trazem inimizade, ódio e desprezo.

Um bom plantio sempre traz bons resultados.. Portanto, essa frase popular também implica a idéia de recompensa, que de fato existe em um provérbio antônimo: "quem semeia bem, colhe bem".

Este provérbio é usado principalmente para nos lembrar que se agirmos mal em nossas vidas e se fizermos mal a outras pessoas, quando precisarmos delas, elas não estarão lá..

Essa expressão popular tem, além disso, outras variantes, como: "quem semeia ventos, apanha tempestades"; "Semeie ventos e você juntará tempestades"; "Aquele que semeia, colhe tempestades".

Em inglês, por outro lado, podemos traduzir esse ditado como "você colhe o que planta”(Você colhe o que planta).

Veja também Peito feito.